No Meio do Caminho

No meio do caminho tinha uma pedra

tinha uma pedra no meio do caminho

Tinha uma pedra

no meio do caminho tinha uma pedra.

Carlos Drummond de Andrade.

 

Sim as pedras estão espalhadas pelo caminho, mas como passamos por elas é o que muda tudo.

Costumo passar pelas pedras imaginando o que vou encontrar depois das pedras.

E sempre me deparo com maravilhas.

No meu caminho para Itabira tinha mais do que pedras, tinha amigos, tinha musica, tinha poemas de Drummond, tinha alegria, tinha vida, tinha o poeta.

Tenho amiga em Itabira

Tenho memórias de Itabira

Tenho tristeza ao ver as montanhas de ferro sendo destruídas em Itabira.

Viajar é sempre uma grande experiência.

Saio de casa uma pessoa e volto outra.

Volto com muitas outras coisas.

E passo pelas pedra.

Eu deixo as pedras e sigo o meu caminho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *